Ligue para a Prefeitura (22) 2624-3275

ouvidoria@iguaba.rj.gov.br
Ligue para a Prefeitura (22) 2624-3275
ouvidoria@iguaba.rj.gov.br

Secretários de Planejamento e de Assistência Social fazem visita ao Banco comunitário de Maricá

O objetivo é entender como foi a criação e implantação da moeda Mumbuca na cidade

O secretário de Planejamento e Gestão de Projetos, Eronildes Bezerra, e a secretária de Assistência Social, Trabalho e Renda, Cláudia Souza, estiveram na cidade de Maricá, nesta quarta-feira (26), para uma reunião com a presidente do Banco Popular Comunitário de Maricá, Manuela Mello. O Banco Mumbuca, como é popularmente conhecido, faz o gerenciamento da moeda social local, a Mumbuca. 

 

O propósito da reunião é compreender como foi elaborada a Lei que instituiu a moeda e como dar início ao cadastramento de usuários, pensando a realidade de Iguaba Grande. A implantação do projeto na cidade de Iguaba beneficiará a população em vulnerabilidade social, pois gerará renda para as famílias, oportunidades de emprego no comércio, movimentando a renda do município.

 

“Esse benefício sendo aplicado em Iguaba deve atender, inicialmente, cerca de 2000 moradores. Nosso maior objetivo é atender as famílias que se encontram em vulnerabilidade social. Essa moeda pode gerar empregos e aquecer a economia local movimentando o comércio, já que as pessoas teriam que consumir no comércio local.” Afirma a secretária de Assistência Social, Trabalho e Renda, Cláudia Souza. 

 

O secretário de Planejamento e Gestão de Projetos, Eronildes Bezerra, afirma que devido a grande dificuldade financeira que muitos estão passando pela pandemia, o olhar deve ser diferenciado para essa parte da população.

 

“Em Maricá, vemos uma cidade em que os recursos públicos são investidos na questão social e na distribuição de renda. O objetivo em Iguaba é fazer com que os recursos da cidade girem dentro dela, então a moeda viabiliza não só a dignidade, mas a geração de empregos, geração de renda e fazendo com que esse dinheiro que roda no município, ele volte através dos tributos.” completou Eronildes.

 

Segundo a presidente do Banco Mumbuca, Manuela Mello, cidades vizinhas têm demonstrado muito interesse na moeda social, pois visualizam uma forma de aquecer a economia das cidades. 

 

“A gente vive em um país que está em um momento de constante retrocesso, então quando a gente tem as cidades, principalmente do estado do Rio de Janeiro que estão se preocupando em ajudar a população, não só com benefício, mas de ajudar também o comércio, pensando no desenvolvimento econômico e local, através da política de Bancos Comunitários, você consegue fazer que não só a cidade em si se desenvolva, mas que também fortaleça nosso estado como um todo.” finalizou Manuela. 

 

Na ocasião estavam presentes, além dos secretários, a representante da Procuradoria Geral de Iguaba Brenda Coutinho, a presidente do Banco Mumbuca, Manula Mello, o chefe de Gabinete do vice-prefeito de Maricá, Pedro Mello, o representante da moeda social, William Luz, representante do jurídico do Banco Mumbuca, Larissa Lamassia, da secretaria de Planejamento Douglas Barbosa e a assistente social Juliana Souza.

 

O QUE É O MUMBUCA?

O Mumbuca é a moeda social local de Maricá, ela funciona desde 2013 através do programa Renda Básica de Cidadania (RBC) da Prefeitura de Maricá, com o objetivo de combater a pobreza extrema no município e aquecer o comércio local. O valor adotado pela prefeitura para ajudar pessoas em vulnerabilidade social foi de 130 mumbucas, o que equivale a R$130, além de outros benefícios que podem ser somados.