Ligue para a Prefeitura (22) 2624-3275
ouvidoria@iguaba.rj.gov.br
Ligue para a Prefeitura (22) 2624-3275
ouvidoria@iguaba.rj.gov.br

Saúde leva vacinação contra sarampo aos órgãos públicos

Servidores de vários setores da Prefeitura estão sendo imunizados na campanha itinerante

A Secretaria de Saúde de Iguaba Grande está promovendo uma campanha de vacinação itinerante imunizando servidores de todos os prédios públicos municipais. Hoje (10) a ação aconteceu na sede do governo municipal. O objetivo é manter em dia a cobertura vacinal da cidade. Para isso, a ação itinerante também está sendo levada a outros lugares como o I Encontro de Profissionais da Educação (realizado na última sexta-feira, dia 6, na Apierj), e em breve, também, na Academia de Saúde.

“Nossa intenção é levar a campanha para todos os prédios públicos municipais até o final desta semana, já que a previsão é encerrar a campanha no próximo dia 13”, explicou a Coordenadora da Imunização de Iguaba Grande, Maria das Graças Valente. Durante a vacinação, a equipe também aproveita para esclarecer dúvidas quanto à doença e seus sintomas.

A campanha contra o sarampo vem sendo realizada continuamente, desde meados do ano passado, mas foi reforçada nos últimos meses em virtude dos vários casos registrados no Estado do Rio de Janeiro: este ano já foram confirmados 196 com uma morte (um bebê de 8 meses). Somente neste fim de semana, durante o Dia D de Vacinação, equipes da Secretaria de Saúde aplicaram 486 doses da vacina nas Unidades Básicas de Saúde do Centro, Boa Vista, Cidade Nova II e Vila Nova: foram 9 em crianças de seis meses a 1 ano incompleto, 95 em pessoas com idade entre 1 e 29 anos, e 382 em pessoas entre 30 e 59 anos.

Além do Dia D e da campanha itinerante nos órgãos públicos municipais, equipes do Departamento de Atenção Básica também estão levando imunização para os eventos culturais, e durante a semana atendem a população em todas as UBSs da cidade, dentro do Calendário Nacional de Vacinação. “Caso a pessoa não saiba, ou não se lembre se já foi imunizada, recomendamos que ela vá até o posto de saúde mais próximo e, por via das dúvidas, tome a vacina para garantirmos a erradicação total da doença”, esclareceu a coordenadora de Imunização, Maria das Graças. Ainda sobre a vacina, ela alerta que não podem ser imunizados:

– gestantes (mulheres que pretendem engravidar devem aguardar pelo menos 30 dias após a vacinação)

– pessoas com alergia grave à ovo

– pessoas com quadro febril

Destaques