Ligue para a Prefeitura (22) 2624-3275
ouvidoria@iguaba.rj.gov.br
Ligue para a Prefeitura (22) 2624-3275
ouvidoria@iguaba.rj.gov.br

Dia D contra o sarampo acontece neste sábado

Devem ser vacinadas pessoas com idade entre 6 meses e 59 anos

A Secretaria de Saúde de Iguaba Grande está convocando a população para mais uma etapa da campanha de vacinação contra o sarampo. Será neste sábado (dia 7), das 8h às 17 horas, nas Unidades Básicas de Saúde do Centro, Boa Vista, Cidade Nova 2 e Vila Nova. Devem ser vacinadas pessoas com idade entre 6 meses e 59 anos.

Desde janeiro a Secretaria de Saúde de Iguaba tem intensificado a vacinação contra o sarampo com alguns postos de saúde funcionando aos finais de semana. E mesmo com o município estando com a cobertura vacinal acima da média, a coordenadora de Imunização, Maria das Graças Valente da Costa, alerta que a prevenção continua sendo importante. “A cobertura vacinal é calculada com base no número de crianças até um ano de idade que já foram imunizadas. Então, podemos afirmar que desde o ano passado nossa cobertura é de 132,59% do público alvo, ou seja, imunizamos todas as nossas crianças e ainda atendemos parte das cidades vizinhas”, explicou Maria das Graças.

O sarampo é uma doença infecciosa grave, causada por um vírus, e que pode deixar sequelas por toda vida ou mesmo levar a óbito, principalmente em menores de 5 anos. A transmissão acontece por meio de tosse, fala, espirro ou mesmo da respiração. Segundo Maria das Graças, a única maneira de evitar o contágio é através da vacina tríplice viral, que previne contra sarampo, caxumba e rubéola, e que deve ser aplicada a partir dos 6 meses de vida até 29 anos, e também através da dupla viral, contra sarampo e rubéola, para pessoas entre 30 e 59 anos.

“Independente da campanha, importante frisar que as UBSs de Iguaba Grande disponibilizam essas vacinas durante todo ao ano porque elas fazem parte do Calendário Nacional de Vacinação. Caso a pessoa não saiba, ou não se lembre se já foi imunizada, recomendamos que ela vá até o posto de saúde mais próximo e, por via das dúvidas, tome a vacina para garantirmos a erradicação total da doença”, esclareceu Maria das Graças. Ainda sobre a vacina, a coordenadora alerta que não podem ser imunizados:

– gestantes (mulheres que pretendem engravidar devem aguardar pelo menos 30 dias após a vacinação)

– pessoas com alergia grave à ovo

– pessoas com quadro febril

Destaques